Indicação de AINES isentos de prescrição médica

logo SÃO 03 (TRÊS) ANOS NO AR! SEJA PROTAGONISTA DE SUA SAÚDE! LANÇAMENTO DO LIVRO MINHAS INQUIETAÇÕES & MEUS AMORES, OBRA POÉTICA POR PAULO JOSÉ PEREIRA LIMA. MAIS INFORMAÇÕES PELO 91 98741-2365. LER FAZ BEM PRA ALMA, MENTE E CORAÇÃO! EM SUMA... FAZ BEM A SAÚDE!

Indicação de AINES isentos de prescrição médica

 

logo Indicação de AINES isentos de prescrição médica logo


Data de publicação: 29/04/2018

Autor: Eduardo Silva CRF PA 1658

No seu dia a dia você irá se deparar com pacientes solicitando diretamente algum anti-inflamatório ou solicitando indicação de medicamentos para uma dor muscular, de articulação, dor de dente (odontalgia), coluna lombar ou cervical ou até mesmo dor na região da garganta ou ouvido. De tudo que se apresenta dolorido, inchado, com ferimento exposto, torcicolo, será solicitado anti-inflamatórios. Nem todos os casos é necessário o uso de AINES, sendo que analgésicos como paracetamol (500 a 750 mg) ou dipirona (500 a 1000 mg) poderá aliviar as dores e possíveis quadros febris (até 38,9ºC). Em certas situações é necessária a intervenção de médico ou dentista conforme o caso, e a indicação de anti-inflamatórios de tarja vermelha não é adequado ser realizado. A segurança nessas situações é reduzir os sintomas do paciente e encaminhá-lo a outros profissionais. Há casos em que o manejo fica mais fácil de realizar, pois os sintomas de dor e/ou febre são possíveis de serem tratados utilizando além de analgésicos já citados como o uso de anti-inflamatórios isentos de prescrição como o naproxeno 500 mg, naproxeno sódico 550 mg ou até o ibuprofeno 400 mg. As formas de gel-pomada e aerossóis para dores musculares a base de diclofenaco dietilamônio podem ser indicadas como também outros aerossóis tendo associações em conjunto com salicilato de metila. 

Alguns cuidados devem ser tomados como a indicação de AINES a pacientes hipertensos, com casos de gastrite ativa e possíveis reações alérgicas a salicilatos e AINES COX-1, nesses casos o uso oral não é indicado nas três situações citadas e o uso externo deve ser feito com cautela em pacientes alérgicos para que não ocorra reações anafiláticas. Antes mesmo de indicar ou dispensar os AINES pergunte ao paciente sobre as condições acima colocadas e em caso positivo indique um analgésico ao qual ele não possua restrição alérgica e dispense. Se por acaso o paciente insistir oriente-o a procurar um profissional médico ou dentista conforme o caso. Todo cuidado deve ser tomado pois o mal uso de anti-inflamatórios pode desencadear outros problemas de saúde, e a orientação e a dispensação segura poderá minimizar essas situações desnecessárias.

Mais orientações quanto a isso entre em contato conosco.